Por José Afonso de Oliveira

Penso que em dias de globalização, como estamos vivendo, Foz do Iguaçu está exatamente no centro dessa nova realidade. Primeiramente, do ponto de vista geográfico, ocupamos o centro da América do Sul, equidistantes das grandes cidades como Buenos Aires, Assunção, Montevideo, São Paulo e Rio de Janeiro. Isso significa muito em termos, por exemplo, de comércio globalizado.

Temos ainda ligações de trânsito entre essas cidades mencionadas o que facilita, enormemente, a realização do comércio globalizado.

Mas além dessa questão temos uma outra muito mais interessante e que possibilita infinitas ações, projetos, realizações. Trata-se da questão da diversidade cultural, sim, pois aqui convivemos de forma harmônica com culturas bastante distintas.

Temos as culturas hispânicas latino-americanas muito presentes, tanto quanto também formas culturais do Oriente e da Ásia. O fato de termos uma mesquita situada próximo ao centro da cidade e um templo budista, mais distante, dá muito bem a dimensão da nossa realidade.

Interessante também é que ando por nossas ruas e avenidas conosco estão, por exemplo, mulheres árabes de tradição islâmica devidamente trajadas como se estivessem no Oriente Médio. Isso pode causar estranheza, mas jamais ódio ou atitudes raivosas pois entendemos que estão vivendo tranquilamente as suas respectivas culturas religiosas orientais, e nada mais.

Esse aspecto de aproximação sociocultural entre diversos, tão difícil de ser vivido, é aqui uma realidade de há muito existente que não causa nenhuma forma de espanto. Fundamental para o mundo atual que deixa, cada vez mais de ser uno, para ser diverso e nele temos sim que conviver com os diferentes, respeitando exatamente as várias facetas dessas diferenças.

Isso tudo permitiu a instalação e pleno funcionamento da UNILA – Universidade Federal da Integração Latino Americana – que defendemos com ardor e convicção exatamente por se colocar dentro dessa nossa realidade abrindo uma nova perspectiva em termos de ciência e tecnologia necessárias para podermos alavancar as nossas sociedades, tanto no presente quanto também no futuro. Desnecessário afirmar que, mesmo jovem, é uma universidade qualificada entre as melhores existentes no Brasil, tendo um perfil inédito, em termos universitários pois que baseado na interdisciplinaridade, algo inédito no mundo atual.